Agentes penitenciários acuam governador no palácio Rio Madeira após estado abandonar negociações

Agentes penitenciários acuam governador no palácio Rio Madeira após estado abandonar negociações

A manhã desta quinta-feira (14) amanheceu em clima de tensão no Palácio Rio Madeira (CPA), após o governo do estado anunciar que abandonou as negociações com a categoria dos agentes penitenciários em Rondônia, os servidores juntamente com a representante do Singeperon, Daihane Gomes invadiram o CPA cobrando explicações do Governador Marcos Rocha (PSL), sobre o abandono por parte do estado nas negociações com a classe.

Informações preliminares dão conta de que os agentes chegaram algemados, gritando sobre o tom de abandono. “Estamos lutando a mais de 30 dias por uma remuneração justa, uma vez que não recebemos nem o ajuste da inflação sobre o salário mínimo e o governador totalmente autoritário cancela os acordos”, disse um dos servidores.

Eles alegam o abandono da categoria por parte do estado, de acordo com um dos servidores o estado está tirando policiais das ruas, isso é um desrespeito com a classe trabalhadora, frisou um agente que preferiu não se identificar. A Casa civil ainda não se pronunciou sobre o caso, a redação do Via Rondônia acompanha o caso.

Fonte: Viarondonia
Publicada em 14 de março de 2019 às 11:22

 

Leia Também

Reintegração de posse em área federal é cumprida próximo a ponte do Rio Madeira

Os proprietários dos imóveis, onde funcionavam estabelecimentos comerciais, haviam sido notificados e não cumpriram as determinações

Nove testemunhas são ouvidas em júri de homem acusado de matar ex-mulher a tiros em RO

Réu ainda não foi interrogado e a previsão é de que o julgamento termine ainda nesta segunda-feira (25), segundo o TJ-RO

Caminhoneiros se mobilizam para nova paralisação nacional dia 30 de março

Governo federal monitora a situação, que tem sido discutida em grupos de WhatsApp da classe

Reforma pode gerar economia de R$ 300 bi em 20 anos para prefeituras

A estimativa é do presidente da entidade,Jonas Donizette, feita durante a 75ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos.

Envie seu Comentário