PRF apreende arsenal de guerra, explosivos e coletes balísticos em Ji-Paraná

PRF apreende arsenal de guerra, explosivos e coletes balísticos em Ji-Paraná

Um verdadeiro arsenal de guerra foi apreendido por uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na noite de sexta-feira (24), em Ji-Paraná (RO). Dois homens transportavam, em um carro adulterado, 3 fuzis, quase 600 munições, explosivos e coletes balísticos.

Os agentes faziam fiscalizações no km 345 da BR-364, quando, às 21h40, deram ordem de parada a um veículo com placas de Caruaru (PE). Os policiais notaram que algumas partes do carro estavam com características alteradas, assim como os dois ocupantes, de 29 e 33 anos, demonstravam incômodo com a fiscalização, o que motivou uma inspeção veicular mais minuciosa.

Durante a busca no carro, os agentes encontraram, em compartimentos ocultos, 3 fuzis (um deles de calibre .50, capaz de derrubar avião), 578 munições, 9 carregadores, 19 artefatos explosivos, 4 coletes balísticos e 1 rádio comunicador digital. Além disso, o veículo possuía adulterações nas marcações do chassi e do motor.

Fonte: Assessoria
Publicada em 27 de janeiro de 2020 às 12:04

 

Leia Também

Ministério Público de Rondônia deflagra operação contra esquema criminoso envolvendo empresas de publicidade contratada pelo Estado de Rondônia

42 mandados de busca e apreensão estão sendo executados nos estados de Rondônia, municípios de Ariquemes, Ji-Paraná, Cacoal e Porto Velho.

Caminhoneiro que seguia de Florianópolis até Rio Branco é preso pela PRF com 48 ´´rebites´´

O homem, que transportava uma carga de biscoitos, foi preso pelos policiais rodoviários federais em Porto Velho (RO)

PRF prende homem com espingarda e 12 munições em Porto Velho

O indivíduo foi abordado pelos agentes em Porto Velho (RO), mais precisamente no quilômetro 698 da BR-364.

Policiais penais impedem nova fuga de detentos que participaram de fuga em massa em Ji-Paraná

Por volta das 17h30min, os policiais penais descobriram que os três presos estavam abrindo um buraco na parede da cela, por onde planejavam fugir no período da noite.

Envie seu Comentário