Ministério Público discute o Acordo de não Persecução Penal do Pacote Anticrime

Ministério Público discute o Acordo de não Persecução Penal do Pacote Anticrime

O Procurador-Geral de Justiça, Aluildo de Oliveira Leite, e o Corregedor-geral, Procurador de Justiça Cláudio Wolff Harger se reuniram na tarde da última quinta-feira (23/01), no edifício-sede do Ministério Público do Estado de Rondônia, em Porto Velho, com Promotores de Justiça da área Criminal da capital para discutir a aplicação do Acordo de Persecução Penal previsto no Pacote Anticrime.

De acordo com a nova Lei, o Ministério Público agora pode fazer acordos para não ajuízar ação penal contra quem cometeu crimes que prevê pena inferior a quatro anos e desde que não envolva violência ou grave ameaça. O investigado que celebrar o acordo compromete-se, se for o caso, a devolver o produto do crime às vítimas, prestar serviço comunitário e/ou pagar multa ou cumprir, por prazo determinado, outra condição indicada pelo MP, desde que proporcional a infração penal cometida.

Participaram da reunião, o coordenador de Planejamento e Gestão, Promotor de Justiça Jorge Romcy Auad Filho; o Chefe de Gabinete da Corregedoria-Geral, Promotor de Justiça Flávio Ziober; a chefe de Gabinete da Procuradoria-Geral de Justiça, Promotora de Justiça Ana Brígida Xander Wessel e os Promotores de Justiça Alan Castiel Barbosa, Geraldo Henrique Guimarães, Valdemir de Jesus Vieira, Átilla Augusto da Silva Sales, Alexandre Augusto Corbacho Martins, Marcelo Lima de Oliveira, Joice Gush Mota Azevedo, Rogério José Nantes, Alba da Silva Lima, Alessandra Apolinário Garcia, Leandro da Costa Gandolfo, Matheus Gonçalves Sobral e Vinícius Basso de Oliveira.

Fonte: Assessoria
Publicada em 27 de janeiro de 2020 às 08:24

 

Leia Também

Match Escudo de Força combina vitamina E e lipídeo para um cabelo seis vezes mais forte

Protegendo os fios da raiz às pontas, a nova família de Match, do Boticário, recupera o poder da fibra capilar e diminui em seis vezes a quebra

Ministério Público, TJ, Defensoria Pública e PM realizam inspeção em Comunidade de Remanescentes de Quilombolas

A inspeção foi realizada nos dias 21 e 22 de fevereiro e foi determinada nos autos da ação penal nº 0000307-32.2019.8.22.0023, que apura um homicídio de um membro da comunidade, e no Procedimento Administrativo ParquetWeb nº 2020001010002811.

Resultados da vacinação contra sarampo em Vilhena surpreendem profissionais da Saúde

Mais de cinco mil pessoas foram até os postinhos de saúde do município em busca de imunização contra a doença

Você sabe o que um ano bissexto representa na rotina da Havan?

A Havan elencou alguns serviços para demonstrar o impacto que este ‘um dia a mais’ tem em toda a rotina da empresa:

Envie seu Comentário