IPAM irá cobrar judicialmente ´assessores de vereadores´ que se beneficiaram do instituto indevidamente

IPAM irá cobrar judicialmente ´assessores de vereadores´ que se beneficiaram do instituto indevidamente

O presidente do Instituto de Previdência de Assistência do Servidor Municipal de Porto Velho (IPAM), Ivan Furtado, disse ontem durante reunião no gabinete à Comissão de Servidores que irá cobrar judicialmente todos os ex-assessores parlamentares de vereadores que se utilizaram do instituto para se tratar da saúde e causaram prejuízos aos cofres do Fundo de Assistência. 

Segundo o presidente, há comissionados que foram contratados e exonerados apenas para se utilizar do IPAM. Cirurgias cardíacas, internações e exames de alta complexidade estão entre os serviços utilizados por esses ´ex-servidores´. Há casos de servidor que ficou no cargo apenas dois meses e deixou um prejuízo de R$ 50 mil em procedimentos de alta complexidade. 

A declaração do presidente foi uma forma de mostrar aos servidores municipais a forma como o instituto sofreu com algumas questões financeiras ao longo dos anos e a urgente necessidade de mudança no valor da alíquota e na Lei que criou o IPAM. Hoje o déficit do IPAM é de 27 milhões na Assistência Médica e R$ 40 milhões no Elemento Moderador. 

“A cobrança judicial é apenas um dos mecanismos que utilizaremos para recuperar um pouco dos prejuízos sofridos. Já contratamos uma empresa para fazer o cálculo atuarial das contas do instituto e buscar o equilíbrio financeiro do nosso instituto. E repito, não há qualquer chance de fechamento do IPAM. Essas denúncias nos sites não passam de fake News”, ressaltou.

Fonte: VIA RONDÔNIA
Publicada em 17 de janeiro de 2020 às 11:52

 

Leia Também

Ministério Público de Rondônia suspende expediente no carnaval e retorna atividades na Quarta-feira de Cinzas

Na Quarta-Feira de Cinzas, 26 de fevereiro, o expediente na Instituição será das 14 às 18 horas.

FUNDEB ficará extinto a partir de dezembro de 2020, comprometendo gravemente o financiamento da educação

Principal mecanismo voltado à redistribuição de recursos para a educação básica no país, tem vigência assegurada até 31 de dezembro de 2020.

GESTÃO DEMOCRÁTICA: Sintero não abrirá mão dessa conquista dos trabalhadores em educação

A Direção do Sintero lamenta o caso, mas ressalta que não abrirá mão desse direito, uma vez que a Gestão Democrática é uma conquista de todos os atores envolvidos no meio educacional, principalmente da categoria no qual o Sintero representa.

Cemetron será reformado e ampliado a partir do mês de março

A equipe percorreu todo o local verificando os detalhes e as possibilidades de dar início aos trabalhos sem que haja transtornos aos funcionários e pacientes.

Envie seu Comentário