Prefeitura se prepara para Chamada Escolar 2020

Prefeitura se prepara para Chamada Escolar 2020

A Secretaria Municipal de Educação, através do Departamento de Políticas Educacionais, realiza reunião de alinhamento com gestores e secretários escolares para tratar de assuntos referentes a Chamada Escolar 2020.

A reunião tem por objetivo alinhar as informações, fazer esclarecimentos e definir a demanda da secretaria e das escolas da rede.

As inscrições à Chamada Escolar 2020 para a rede municipal iniciam no dia 18. O preenchimento dos dados acontece pela internet e também de modo presencial até o dia 22 de novembro.

A Prefeitura vai disponibilizar cadastro por meio do endereço eletrônico www.portovelho.ro.gov.br além de 61 escolas polo de atendimento para atender aos que não possuem acesso à internet. A Semed está viabilizando um Pólo de atendimento exclusivo no Cristal da Calama, a fim de garantir facilidade aos moradores daquela região.

Também atenderá de maneira específica os refugiados venezuelanos, por meio de parceria com a Semasf – Secretaria de Assistência Social e Família, onde ainda serão divulgados os Pólos para atendimento, tendo em vista que os mesmos não poderão fazer o cadastro via internet devido a documentação necessária solicitada.

Confira a lista das escolas aqui.

Fonte: Comdecom
Publicada em 11 de novembro de 2019 às 11:23

 

Leia Também

Através do Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública projeto visa combater crimes organizados na região Norte

Governador Marcos Rocha destacou a importância do Centro Norte para a segurança Pública

Pagamento dos servidores públicos do estado de Rondônia será no dia 20

O aquecimento com o pagamento da folha é de aproximadamente R$ 277 milhões

Sepog divulga PIB dos municípios rondoniense em 2017

Porto Velho, Ji-Paraná, Vilhena, Ariquemes, Cacoal, Jaru, Rolim de Moura, Pimenta Bueno, Guajará-Mirim e Ouro Preto do Oeste aparecem como as principais economias dentre os municípios

´´Brasil está no caminho de um futuro tóxico´´diz relator da ONU

Depois de tentar por cinco anos visitar o Brasil, enviado apontou problemas de transparência, legislação e punição para crimes ambientais

Envie seu Comentário