Operação Padrão poderá custar muito caro a agentes penitenciários estaduais

Operação Padrão poderá custar muito caro a agentes penitenciários estaduais

O Diário Oficial do Estado publicou nesta terça-feira 16.09, catorze portarias com a abertura de processos administrativos disciplinares contendo o nome de dezenas de agentes penitenciários do Estado que deixaram de comparecer ao serviço nos presídios do Estado entre os dias 25 de janeiro e 11 de março de 2019. 

Todos esses agentes penitenciários correm o sério risco de perderem inclusive seus empregos por conta das infrações disciplinares. Segundo a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), os agentes participaram do movimento denominado ´Operação Padrão´ para se opor à decisão de intervenção da PM nos presídios do Estado. 

A lista é composta por 140 nomes, (alguns deles duplicados, já que se referem a plantões que deixaram de ser cumpridos) e uma comissão formada por três servidores do quadro efetivo terá a missão de fazer o motivo do não atendimento da convocação feita pelo Governo do Estado. A denúncia foi feita pela Direção de Presídio de Médio Porte. 

O Governo do Estado, comandada atualmente por um coronel da Polícia Militar, vê a Operação Padrão como uma 'greve branca', algo que não é admitido sob hipótese alguma no regime militar. O sindicato da categoria acusa do Governo de perseguição e de várias outras irregularidades, inclusive à Legislação por conta da ação de policiais dentro do presídio.

Fonte: VIA RONDÔNIA
Publicada em 17 de setembro de 2019 às 17:57

 

Leia Também

Polícia Militar inova em Cacoal e lança ferramenta digital que facilita o acesso da comunidade com o 4°BPM

O cartão direciona automaticamente o usuário para a chamada telefônica, endereço de e-mail, WhatsApp da Central de Operações (190)

Relatório de diretor detalha 6 horas de tensão durante rebelião no presídio de Guajará

Contudo, não houve mortos nem feridos, mas o relatório da ocorrência, encaminhado à Secretaria de Justiça (Sejus) pelo diretor da unidade

No DF, rapaz foi esquartejado após se interessar por namorada de suspeito

Danilo, 19 anos, foi morto, teve o corpo cortado, colocado dentro de uma mala e enterrado perto do Fórum do Itapoã

JARU/RO: PRF recupera Toyota Hilux roubada na Bahia

O excessivo nervosismo dos ocupantes (casal adulto), demandou abordagem detalhada do automóvel.

Envie seu Comentário