Nível do Rio Madeira em Porto Velho recua 10 centímetros em 24h e sai da cota de inundação

Nível do Rio Madeira em Porto Velho recua 10 centímetros em 24h e sai da cota de inundação

O nível do Rio Madeira baixou 10 centímetros em 24 horas e, pela primeira vez em 15 dias, saiu da cota de inundação na área urbana de Porto Velho, segundo a Defesa Civil. Às 8h de quinta-feira (14) o rio registrava 17,09 metros. Já por volta de 8h15 desta sexta-feira (15) a marca era de 16,99 metros.

Desde o dia 2 de março o rio subia na área urbana de Porto Velho, chegando perto dos 17,40 metros. Por várias vezes ele se manteve nos 17,35 metros.

A Defesa Civil acredita que o nível do rio vai oscilar nas próximas horas, entre a cota de transbordamento e a de alerta.

Cerca de 7 mil pessoas foram afetadas pela água do Madeira em Porto Velho , somando os moradores atingidos na área urbana, ribeirinhas e zona rural.

Em Porto Velho, segundo a Defesa Civil, há 185 famílias desabrigadas e 511 desalojadas. Os bairros Triângulo, São Sebastião e a antiga Vila Milagres tem o maior número de famílias atingidas.

Para agilizar o atendimento aos ribeirinhos da capital, o governo estadual disponibilizou o barco Deus é Amor, de responsabilidade da Seas, para levar cestas básicas e fardos de água mineral doadas pela prefeitura para a comunidade do distrito de Nazaré.

Fonte: Viarondonia
Publicada em 15 de março de 2019 às 11:15

 

Leia Também

Reintegração de posse em área federal é cumprida próximo a ponte do Rio Madeira

Os proprietários dos imóveis, onde funcionavam estabelecimentos comerciais, haviam sido notificados e não cumpriram as determinações

Nove testemunhas são ouvidas em júri de homem acusado de matar ex-mulher a tiros em RO

Réu ainda não foi interrogado e a previsão é de que o julgamento termine ainda nesta segunda-feira (25), segundo o TJ-RO

Caminhoneiros se mobilizam para nova paralisação nacional dia 30 de março

Governo federal monitora a situação, que tem sido discutida em grupos de WhatsApp da classe

Reforma pode gerar economia de R$ 300 bi em 20 anos para prefeituras

A estimativa é do presidente da entidade,Jonas Donizette, feita durante a 75ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos.

Envie seu Comentário