Marcos Rocha veta Lei da Assembleia que garante pensão especial a deputados, magistrados e conselheiros

Marcos Rocha veta Lei da Assembleia que garante pensão especial a deputados, magistrados e conselheiros

Um dos primeiros vetos do governador Marcos Rocha (PSL) foi o veto ao Projeto de Lei Complementar 259, aprovado em dezembro do ano passado pela Assembleia Legislativa, que busca assegurar pensão especial para Deputado Estadual, Magistrado, Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado e Membro do Ministério Público que vier a se incapacitar total ou parcialmente durante o exercício do mandato ou cargo.

O Projeto regulamenta o art. 268 da Constituição Estadual, que prevê esse tipo de benefício a deputados, magistrados e conselheiros do Tribunal de Contas, mas segundo a própria Corte de Contas o dispositivo é inconstitucional. Ou seja, o projeto aprovado no final do ano passado pelo Legislativo, regulamenta uma Lei que não prevista pela Constituição Federal. Por isso não ser previstas em Constituições Estaduais e leis infraconstitucionais dos estados.

DANIEL NERI

A lei ficou bem conhecida no ano passado, quando o Tribunal de Contas de Rondônia negou a anulação da concessão de pensão por invalidez ao ex-deputado estadual Daniel Neri de Oliveira, que é portado de Câncer.

Segundo o Ministério Público de Contas a pensão concedida ao ex-parlamentar, alegando que o artigo 268 da Constituição Estadual, é ilegal. Além disso, O Daniel já é aposentado e não pode acumular dois benefícios. 

Fonte: VIA RONDÔNIA
Publicada em 07 de janeiro de 2019 às 19:21

 

Leia Também

Flávio Bolsonaro comprou R$ 4,2 milhões em imóveis em três anos

De acordo com o filho do presidente, seu salário como deputado estadual, de R$ 25 mil, é o menor de seus rendimentos mensais

Moro e Bolsonaro são proibidos de comentar investigações do Coaf

Planalto quer evitar desgastes no governo federal. No entanto, silêncio do filho mais velho do presidente revolta ministro e militares

Maurão e Lebrão passam bem após acidente com trator em fazenda

Os dois sofreram cortes na cabeça, foram medicados e estão fora de perigo

MP recomenda exoneração de servidores comissionados em Theobroma

Conforme ressalta o MP, a investigação pretende, ao fim, possibilitar a todos a chance de ingressar na carreira pública por meio de concurso

Envie seu Comentário