Justiça Eleitoral impõe “reprimenda” a políticos que sujaram ruas com santinhos

Justiça Eleitoral impõe “reprimenda” a políticos que sujaram ruas com santinhos

A Justiça Eleitoral já tem a lista dos “políticos sujões” que jogaram santinhos nas ruas durante o dia das votações do pleito de 2018 e agora está imponto a eles uma reprimenda pelo mau comportamento: dependendo a quantidade de santinhos, alguns terão que meter a mão no bolso e pagar cestas básicas para serem doadas a entidades carentes. 

A cartilha das reprimendas possui três tipos de punição: vai da participação do candidato em palestras sobre cidadania, auxílio nas atividades a Justiça Eleitoral, doação de cestas básicas (inclusive para animais). O critério da punição varia de acordo com a quantidade material coletado por colaboradores da Justiça Eleitoral nas ruas. 
DOSIMIETRIA

A dosimetria da pena estabelecida aos políticos sujões foi aplicada da seguinte forma: quem teve menos de 100 santinhos coletados nas ruas vai participar das palestras, auxiliar nas atividades de apoio à Justiça Eleitoral (2horas diárias por 6 meses) e doar 20 cestas básicas (ração animal); 

Acima de 100 santinhos e abaixo de 500 – participação em palestras sobre cidadania, auxílio as atividades de apoio à Justiça Eleitoral, e doação de 40 cestas básicas; 

A partir de 500 santinhos e menos de mil: palestras, apoio à atividades da Justiça Eleitoral e 40 cestas básicas;

A partir de mil unidades: palestras, auxílio às atividades de apoio da Justiça Eleitoral e doação de uma cesta básica para cada dez santinhos coletados. 
REUNIÃO.

Na reunião, a reclamação dos “acusados” foi geral, principalmente daqueles que tiveram muitos santinhos coletados e que consequentemente terão que pagar mais caro para se livrar da penalidade. 

O senador eleito e deputado federal Marcos Rogério disse que não concordava com a punição porque muitas vezes não há prova de que foi o candidato quem jogou os santinhos nas ruas, “e que o próprio adversário pode ter feito isso para prejudicar seus opositores”. 
CAMPEÕES

A lista do site obtida pelo site VIARONDONIA com os políticos penalizados é extensa e é formada, em sua maioria, por velhos conhecidos da política. O 1º do ranking foi o candidato derrotado ao Governo Expedito Júnior (PSDB) que, pelo critério da Justiça, terá que pagar 367 cestas básicas, em decorrência do derramamento irregular de mais de 7 mil santinhos nas ruas. 

Hosana Meire Balbino (PTB), candidata da deputada federal, que substituiu o marido impugnado Nilton Capixaba, também foi flagrada fazendo mau uso do material de propaganda e terá que doar às ações sociais da Justiça Eleitoral, mais de 332 cestas básicas.

Fonte: VIA RONDÔNIA
Publicada em 06 de dezembro de 2018 às 09:15

 

Leia Também

Em Brasília, Edwilson Negreiros luta por recursos para Porto Velho

Na tarde de quarta-feira, 13, Edwilson foi recebido em audiência pelo senador Marcos Rogério

Pressionado no Congresso, governo avalia lotear cargos no 2º escalão

Governistas vão tentar evitar que distribuição soe como fisiológica

Pela segunda vez, Gilmar Mendes manda soltar prefeito de Mauá (SP)

Alvo da Operação Trato Feito, deflagrada em maio, o político é acusado de ser beneficiário de um mensalão de R$ 500 mil, supostamente pago por um grupo de nove empresas fornecedoras da administração municipal

Bolsonaro define idades mínimas de 62 e 65 anos na Previdência

Decisão foi tomada após reunião com a equipe econômica, na tarde desta quinta-feira (14)

Envie seu Comentário