Deputados aprovam projeto de lei que cria o Dia do Capoeirista em Rondônia

Deputados aprovam projeto de lei que cria o Dia do Capoeirista em Rondônia

Os deputados aprovaram na sessão ordinária de terça-feira (4) o Projeto de Lei n. 1.095/18, que institui a data de 1º de novembro como o Dia do Capoeirista no Estado de Rondônia. A proposta, de autoria do deputado Anderson do Singeperon (Pros), segue para sanção do governador e, caso sancionada, a data passará a integrar o Calendário Oficial de Eventos do Estado.

Na justificativa do projeto, o parlamentar afirmou que a data foi escolhida em razão de novembro ser o mês em que é celebrado a Consciência Negra, tornando assim o Dia do Capoeirista a abertura das comemorações e eventos.

“No Estado temos um grande grupo de capoeira, que agora tem reconhecido essa grande expressão, que faz parte não somente da cultura de Rondônia, mas de todo o Brasil”, declarou o deputado durante a sessão.

Segundo ele, o Poder Legislativo rondoniense cumpre o seu papel de difundir a cultura e história com essa referência à capoeira, já que a data ainda não foi nacionalizada, apesar de existir, nesse sentido, projeto de lei em tramitação no Congresso Nacional.

“Sua prática representa a junção de diferentes manifestações como a dança, música, dramatização, brincadeira, o jogo e a espiritualidade. Estas características tornam a expressão complexa, apaixonante, surpreendente e rica”, afirmou o deputado.

Anderson argumentou ainda no Projeto de Lei que a capoeira já foi reconhecida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em julho de 2008, como patrimônio cultural imaterial brasileiro e, em novembro de 2014, a Roda de Capoeira foi considerada patrimônio cultural imaterial da Humanidade.

Fonte: Assessoria
Publicada em 05 de dezembro de 2018 às 15:33

 

Leia Também

Em Brasília, Edwilson Negreiros luta por recursos para Porto Velho

Na tarde de quarta-feira, 13, Edwilson foi recebido em audiência pelo senador Marcos Rogério

Pressionado no Congresso, governo avalia lotear cargos no 2º escalão

Governistas vão tentar evitar que distribuição soe como fisiológica

Pela segunda vez, Gilmar Mendes manda soltar prefeito de Mauá (SP)

Alvo da Operação Trato Feito, deflagrada em maio, o político é acusado de ser beneficiário de um mensalão de R$ 500 mil, supostamente pago por um grupo de nove empresas fornecedoras da administração municipal

Bolsonaro define idades mínimas de 62 e 65 anos na Previdência

Decisão foi tomada após reunião com a equipe econômica, na tarde desta quinta-feira (14)

Envie seu Comentário