Assembleia aprova projeto que cria Semana de Sensibilização e Defesa dos Direitos dos Portadores de DII

Assembleia aprova projeto que cria Semana de Sensibilização e Defesa dos Direitos dos Portadores de DII

Aprovado na sessão de terça-feira (4), o Projeto de Lei nº 975/2018, de autoria do deputado Dr. Neidson (PMN) que trata da criação da Semana de Sensibilização e Defesa dos Direitos dos Portadores de Doenças Inflamatórias e Intestinais (DII) e dá outras providências. A iniciativa tem como premissa a conscientização da população, em especial, a de Rondônia.

DII é uma denominação geral para um grupo de pessoas que sofre de distúrbios inflamatórios crônicos de causa desconhecida, envolvendo o trato gastrointestinal, que não apresentam sintomas ou sinais específicos, nem possuem testes diagnósticos exclusivos.

“A doença é diagnosticada por exclusão, mas possui aspecto característico para permitir que seja firmado um diagnóstico correto na maioria dos casos”, informa Dr. Neidson.

As DII crônicas podem ser divididas em dois grupos principais; a retocolite ulcerativa e a doença de Crohn. Os aspectos psicológicos dos pacientes com DII tem sido postos em evidência.

“Não é raro que essas doenças se apresentem inicialmente ou tornem-se óbvias em associação a grandes tensões psicológicas, como a perda de um membro da família ou uma mudança brusca na rotina vivida pelo paciente”, ressalta o deputado.

Em suma, o objetivo central da propositura, segundo Dr. Neidson é proporcionar conhecimento, a interação e apoio aos pacientes com DII.

“Combatendo o preconceito e oferecendo informação e atividades que favorecem a inclusão, convivência e a integração desses pacientes como forma de possibilitar maior adesão e apoio ao tratamento das doenças mencionadas”, concluiu o parlamentar.

Fonte: Juliana Martins
Publicada em 05 de dezembro de 2018 às 15:27

 

Leia Também

Em Brasília, Edwilson Negreiros luta por recursos para Porto Velho

Na tarde de quarta-feira, 13, Edwilson foi recebido em audiência pelo senador Marcos Rogério

Pressionado no Congresso, governo avalia lotear cargos no 2º escalão

Governistas vão tentar evitar que distribuição soe como fisiológica

Pela segunda vez, Gilmar Mendes manda soltar prefeito de Mauá (SP)

Alvo da Operação Trato Feito, deflagrada em maio, o político é acusado de ser beneficiário de um mensalão de R$ 500 mil, supostamente pago por um grupo de nove empresas fornecedoras da administração municipal

Bolsonaro define idades mínimas de 62 e 65 anos na Previdência

Decisão foi tomada após reunião com a equipe econômica, na tarde desta quinta-feira (14)

Envie seu Comentário